sexta-feira, 4 de julho de 2008

Palavras








Sê paciente;
espera que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça.

Eugénio de Andrade
________________________________________________________
Imagens das flores e do fruto da acerola- unesp

9 comentários:

Mel disse...

Nossa...
Acho que hoje este post foi escrito apenas para mim...

Marilac, assim que conseguir me desbloquear no orkut vou te procurar! Acabei de entrar (voltar) e saí procurando o povo. O orkut me bloqueou... :)

Bjs

Eternessências disse...

Este seu "post", "Mari", me remeteu àquela série de publicações que intitulei, no Eternessências, "DA FLOR AO FRUTO", lembra-se? Acho que vou fazer mais algumas por lá!...
Quanto à palavra, precisa ser amadurecida, sim, para produzir algo útil!...
Beijos,
Rose.
P.s. Recebi o carinhoso e-mail pelo dia 27!Agradecida!

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Mari,
Importantes versos sobre a palavra. Um grande amigo ao escrever um livro recordou em seu prefácio as palavras de Dostoievski: "Para escrever é necessário sofrer". Parece-me que a maturidade da palavra vem com o sofrimento que a vai burilando com o tempo, fazendo com que ela seja doce conforto e fonte de esperança e fé para os que a leiam.
Beijo de carinho do amigo,
Benja.

Irmão Sol, Irmã Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Oi Mari,
O que sei de Guardini é que ele foi sacerdote, teólogo e filósofo. O livro é realmente interessante, nele o autor quer dizer o que realmente é importante na vida, falando que devemos transpor a aparência física e superficial das coisas para buscarmos os valores mais internos e reais delas na vida. Ele ainda nos fala das diferentes fases da vida do ser humano e da necessidade de contínua renovação, e que cada fase é única e deve ser bem aproveitada, isso em termo espiritual.
Beijo,
Benja.

Carol Timm disse...

Mari,

Uma amiga tem dois lindos pés de aceloras deste ba casa dela.

Este ano pela primeira vez, eu o vi em flor... são lindas e delicadas as flores do pé de acerola.

A frutinha mesmo eu não consigo comer, mas o suco é delicioso.

Beijos,
Carol

Ela disse...

hora vivasssssss, eu tenho aprendido esta versão da paciência!

Julia disse...

Adorei...quem sabe assim tenho mais paciência...
bjs,
Julia Duarte

Mira_azevedo disse...

oi Mary

Nada te turbe, Nada te espante, todo se pasa. Dios no se muda. La paciencia todo lo alcanza. Quien a Dios tiene nada le falta, solo Dios basta.
El que pide paciencia a Dios sea sabio pues esta vendrá por las pruebas.

Un abrazo desde a alma