domingo, 6 de abril de 2008

O valor das pequenas coisas


O Valor das Pequenas Coisas
Roque Schneider

Em cada indelicadeza, assassino um pouco aqueles que me amam.
Em cada desatenção, não sou nem educado, nem cristão.
Em cada olhar de desprezo, alguém termina magoado.
Em cada gesto de impaciência, dou uma bofetada invisível nos que convivem comigo.
Em cada perdão que eu negue, vai um pedaço do meu egoísmo.
Em cada ressentimento, revelo meu amor-próprio ferido.
Em cada palavra áspera que digo, perdi alguns pontos no céu.
Em cada omissão que pratico, rasgo uma folha do evangelho.
Em cada esmola que eu nego, um pobre se afasta mais triste.
Em cada oração que não faço, eu peco.
Em cada juízo maldoso, meu lado mesquinho se aflora.
Em cada fofoca que faço, eu peco contra o silêncio.
Em cada pranto que enxugo, eu torno alguém mais feliz.
Em cada ato de fé, eu canto um hino à vida.
Em cada sorriso que espalho, eu planto alguma esperança.
Em cada espinho, que finco, machuco algum coração.
Em cada espinho que arranco, alguém beijará minha mão.
Em cada rosa que oferto, os anjos dizem: Amém!

******************************************************************************


Ainda lembro do impacto que este texto me causou quando o li pela primeira vez ainda criança.

Comecei ali a perceber o valor das pequenas coisas e de como dependia de mim contribuir para que a a paz e o amor reinassem onde eu estivesse.


Beijos e uma semana abençoada para todos vocês

com carinho,

Marilac

9 comentários:

Eternessências disse...

Lindo texto, "Mari"! Compreendo bem porque a impactou numa primeira leitura. São ensinamentos que nos tocam nas atitudes diárias, das quais, na maioria das vezes, nos descuidamos. Achamos, quase sempre, que temos grandes missões ou tarefas no mundo e vamos, ao esperar por elas, perdendo as oportunidades de realizar as que estão ao nosso alcance: as mais simples!
Que nosso olhar se alargue espiritualmente e que façamos de nossa passagem neste mundo uma construção positiva!
Tudo de bom do Céu e da Terra!
Carinho,
Rose.

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Oi Mari,
Realmente LINDO texto, como afirmou Rose.
Li, alguns anos atrás, que devemos sempre buscar "fazer bem as pequeninas coisas", essas coisas que tantas vezes nos passam despercebidas e são relegadas, pequenos gestos de carinho, pequenas palavras de conforto, pequenas atitudes de socorro. Mas, são essas pequeninas coisas que irão dizer quem somos e vão determinar nosso destino.
Carinho,
Benja.

Ela disse...

Assim é a vida... importante em casa detalhe.
Em cada situação vivida ou não.
Procuro sempre valorizar os detalhes. todos.

Boa semana querida


Tem fotos novas no coisas dela vai lá ver?

Julia disse...

Em tempos tão confusos e de tão pouca atenção com os outros acho lindo ler um texto como este!

Beijos,
Julia

Andrea disse...

Oi Mari!
Este exto nos faz pensar... a simplicidade deve ser exercitada, pois senão tudo fica mecanizado.
Mandei um e-mail p/ ti.
Vc recebeu?
Bjão.
Ps: tem coisa nova lá no meu cantinho.

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

"O caráter se manifesta nas grandes coisas, mas se forja nas pequenas." (Philips Brooks).

Mari,
Este pensamento é pra você, com todo carinho.
Lembrei do seu "post" sobre o valor das pequenas coisas ao lê-lo.
Beijo,
Benja.

casualeblog disse...

Leu ainda criança... O impacto realmente é maior!
Beijos e uma linda semana pra vc tbm.

Gabriel disse...

Bem... escrevi um pouco sobre isso, mas numa perspectiva um pouco diferente. Concordo plenamente: o que oferecemos para o mundo, mesmo em pequenas atitudes, tem grandes consequências (para aqueles ao nosso redor e para nós mesmos). E quanto mais cultivamos as coisas que consideramos importantes, mais elas vão crescer ao nosso redor.

E por isso eu tenho tentado prestar cada vez mais atenção nos detalhes, nas palavras, nas posturas. No que sou e no que transmito ser... tão importante né?

beijos!

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Mari,
Os livros já estão viajando, foram colocados hoje no Correio através de sedex.
Me informe se recebeu direitinho depois.
Beijo,
Benja.