domingo, 7 de dezembro de 2008

Simplifique sua vida


Tudo o que é belo tende a ser simples. Afirmação generalizante? Não sei. O que sei é que a beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins. Vida que se ocupa de ser só o que é.

Simplicidade é um conceito que nos remete ao estado mais puro da realidade. A semente é simples porque não se perde na tentativa de ser outra coisa. É o que é. Não desperdiça seu tempo querendo ser flor antes da hora. Cumpre o ritual de existir, compreendendo-se em cada etapa.

Tenho uma intuição de que quando eu simplificar a minha vida, a felicidade chegará em minha casa, quando eu menos esperar.

Padre Fábio de Melo
( Trechos do texto Simplifique Sua vida)


Imagem :"Magnólia" - Márcia Tiburi

9 comentários:

Mel disse...

Marilac, chegar aqui com as palavras de Fábio de Melo é um presente!
Como gosto desse padre!
:)
Bem, estou dando um tempo no blog... Mais um tempo...
Mas você e seu espaço carinhoso estão guardadinhos no meu coração.
Beijos

Carol Timm disse...

Mari,

Bem simples e profunda a mensagem deste texto.

A gente tem que descoplicar a vida sempre. A simplicidade sempre faz bem...

Beijos e boa semana para nós!
Carol

PS: Ainda vamos nos encontrar para eu falar do Coral... ;)

Rose disse...

"Mari":
Simplicidade dá fluidez à vida...Com ela,
tudo parece seguir seu curso com mais leveza...
As dificuldades sempre existirão; a questão é a forma como as enfrentamos.
Certa vez, ouvi que o rio, no seu percurso, muitas vezes encontra pedras e obstáculos, entretanto ele se desvia deles, cantando!...
A Natureza é simples!... Nós é que complicamos os nossos dias e, às vezes, até os dos outros!...
Um beijo e saudades!...
Rose

Rose disse...

Quanto ao fato de eu já estar lendo outro livro,"Mari", é porque, como você sabe, estou licenciada, portanto com mais tempo! Aliás, estou lendo outro livro simultaneamente ao "Resistência"; intitula-se "A louca da Casa", de Rosa Montero - um delicioso jogo narrativo cheio de surpresas, onde a autora mistura literatura e vida, numa estimulante mistura de biografias e autobiografia romanceada! Estou gostando dos dois!
E você? Apreciando o "Ensaio sobre a Cegueira"? Quando terminá-lo, vamos conversar um pouquinho sobre nossas impressões da leitura?
Beiiijos!
Cariinhoooo!
Rose.

Gabriel disse...

Não sei, Mari.
Simplificar também tem seus perigos, sabe? Quando perdemos a visão do todo, os motivos de cada atitude, o sentido de cada sentimento, o porquê de cada postura.

Tenho prestado cada vez mais atenção, e as coisas estão cada vez menos simples. É angustiante, por um lado, mas é necessário. Preciso entender tudo de forma complexa antes que as coisas restem claras o suficiente para exercer a simplicidade :)

beijos!

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Mari,
Palavras verdadeiras do Pe Fábio!
Como disse Rose, a natureza é simples, a complicação é nossa.
Relembro os versos de Casimiro Cunha:

"Dizes que o mundo é de pedra,
Que as provas chegam em bica;
Não deites limão nos olhos,
Simplifica, simplifica.

Recorres ao Mestre em pranto
Na luta que te complica
E Jesus pede em silêncio:
Simplifica, simplifica.”

Com carinho,
Benja.

Mira_azevedo disse...

Que verdade bem dita Mari.
Feliz o simples que sabe ser,Tudo no seu tempo e na sua hora

Um grande abraço.

E como vai vc???

Wagner Marques disse...

muito lindo!

Andrea disse...

Oi Mari!
Vc viu meu recadinho?
Está tudo bem?
Espero que sim.
Tenho entrado no msn mas, não consegui te encontrar ainda.
O Fabiano mandou lembranças.
BJs, saudades.